quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Alimentação: os aditivos

Alimentação: os aditivos

E continuemos a falar de saúde: afinal, o satélite caiu numa zona desértica, temos que festejar e valorizar o nosso bem estar. Pelo menos até o próximo satélite.

Já falámos de colorantes e aditivos. Alguns são inócuos, outros fazem mal (e nalguns Países até são proibidos).

Cada um dos nós está exposto às toxinas numa base diária. Sabe-se agora que há muitas substâncias tóxicas e poluentes que propagam-se no ar, na água e nos alimentos, transmitidas pela radiação electromagnética ou nuclear, que têm efeitos prejudiciais na nossa saúde e nas nossas mentes, num efeito sinérgico negativo que atinge a mente e o corpo.

Apesar da atenção que podemos prestar, muitas vezes não lembramos que as empresas de alimentos, no geral, podem fazer uso de cerca de três mil aditivos com o objectivo de embelezar, manter "fresco" o aspecto, melhorar a cor ou o sabor, tornar sólidos os alimentos.

Cada um de nós nem pode dizer ao certo quais substâncias utilizadas como aditivos alimentares ou conservantes experimentou, e isso apesar das mesmas substâncias serem utilizadas para outras finalidades, não necessariamente ligadas à alimentação. É o caso do formaldeído (utilizado ​​para retardar a decomposição dos cadáveres) dos compostos de alumínio (têm um efeito antitranspirante), do propileno glicol (solvente  para tintas).

Engolimos tudo alegremente.

A agência governativa Food and Drug Administration dos Estados Unidos mantém uma lista de mais de 700 aditivos alimentares que são geralmente reconhecidos como seguros. De acordo com a FDA , os aditivos que tenham sido demonstrados como tóxicos são usados ​​apenas num percentagem reduzida na preparação dos alimentos: por esta razão, a FDA aprovou muitos aditivos que foram então reconhecidos como prejudiciais, por exemplo o ciclamato, um adoçante artificial usado nos anos '50 e '60, que mais tarde foi proibido porque causa de cancro .

O problema da normas da FDA é mesmo este: ao longo do dia, nós não absorvemos apenas uma quantidade mínima de uma substâncias, mas somos expostos a várias substâncias em simultâneo. Sem contar que, no caso dos grandes consumidores dum único produto, pode ser atingido o limite máximo diário da assumpção.

Vamos portanto apresentar uma lista actualizada dos aditivos que deveriam ser evitados. "Deveriam"; pois muitas vezes adquirimos um produto sem nem espreitar quais os ingredientes nele contidos, confiando na reconhecida "bondade" da marca ou porque vítimas da publicidade.
16 dos mais perigosos aditivos alimentares

1. Os adoçantes artificiais
Os mais populares são o aspartame e a sacarina. O aspartame é uma neurotoxina associada a menor QI (o quociente de inteligência), tumores cerebrais, esclerose múltipla, fadiga crónica e fibromialgia. A sacarina está relacionada com o ganho de peso e o cancro bexiga.
Alternativa natural e saudável: stevia.

2. Bromato de potássio
Aumenta o volume das carnes, mas é conhecido por causar câncer; também pequenas quantidades podem ser perigosas para os seres humanos. É proibido na Europa, no Canadá, no Brasil, no Peru e na China.

3. Olestra
É um substituto da gordura natural, provoca diarreia e interfere com a capacidade do organismo de absorver nutrientes vitais. É proibido no Reino Unido e no Canadá.

4. Óleo vegetal bromado
Ajuda a preservar o sabor do cozido, mas acumula-se no corpo e provoca problemas de memória e relacionados com os nervos. É proibido em 100 Países

5. Corante caramelo

Em alguns casos pode ser produzido com amônia, classificada como causar de câncer.

6. Glutamato monossódico

É um exaltador de sabor, provoca dores de cabeça, náuseas e obesidade.

7. Xarope de milho rico em frutose (Xarope de frutose)
É um edulcorante, principal fonte de calorias nos Estados Unidos. Aumenta o colesterol "mau" e contribui para o aparecimento do diabetes.

8. Parabenos
Utilizados para evitar fungos e mofo, podem perturbar o equilíbrio hormonal, estão ligados à baixa contagem de espermatozóides e à produção de testosterona. É também presente nos tecidos do câncer de mama.

9. Dióxido de enxofre

Um conservante. Destrói as vitaminas B1 e E, está associado aos problemas bronquiais. O dióxido de enxofre e os seus derivados são utilizados ,apesar da elevada toxicidade, como aditivo alimentar em muitas áreas, em particular na produção de vinho.

Mas é possível encontra-lo também no bacalhau, camarões, enlatados, mariscos frescos ou congelados, nozes, produtos de conserva, azeite, compotas, vinagres, bebidas à base de suco de frutas, cogumelos secos, farinha e flocos de batata, saladas (é utilizado sob forma de spray para manter um aspecto fresco).

10. E20 butylated hydroxyanisole (BHA) e butil-hydrozyttoluene (BHT)
São conservantes, formam compostos que uma vez no organismos provocam o câncer. Proibido na Europa e no Japão. O butil foi o primeiro antioxidante sintético: é uma mistura de substâncias estáveis​​, insolúvel em água, à qual são adicionados outros aditivos, antioxidantes, e que pode ser encontrada em bolos, biscoitos, derivados de cereais, molhos, molhos e sopas prontas, nozes, leite em pó, flocos de batata, aromas alimentares, etc.

Acerca deste aditivo existem opiniões divergentes sobre o seu real grau de toxicidade: alguns especialistas não descartam que o butil-hydroxyanisole possa ser cancerígeno ou estar envolvido num processo de  mutação genética, enquanto outros não concordam, argumentando que os experimentos foram realizados em ratos e não em humanos.

Mas apesar das questões citadas, é verdade que o butil-hidroxianisol contribui para aumentar os níveis de colesterol e os lípidos no sangue, tal como promove a formação de enzimas gástricas no fígado, estimulando a destruição de outras substâncias como a vitamina D.

11. Nitrato de sódio/nitrito de sódio
Os nitratos e nitritos são compostos nitrogenados derivados da decomposição de substâncias orgânicas. São componentes essenciais dos fertilizantes naturais, mas são obtidos através de um processo químico e são utilizados tanto para a produção de fertilizantes utilizados na agricultura, quanto como aditivos alimentares. São substâncias conservantes, altamente cancerígenas, uma vez que no interior do corpo parecem te rum efeito particularmente tóxico para o fígado e o pâncreas.

12. Sulfito de sódio
Um conservantes. Relacionado à asma, dores de cabeça, problemas respiratórios e irritações cutâneas .

13. Óleo vegetal parcialmente hidrogenado
Conservante multiusos e agente de solidificação, reduz o colesterol "bom", aumenta o colesterol "mau"ruim e aumenta o risco de ataque cardíaco, os acidente vasculares cerebrais e o diabetes.

14. Azodicarbonamida
Agente de branqueamento de farinha, ligado à asma. Banido na Austrália, Reino Unido e Europa.

15. Corantes alimentares
Variantes: Azul, Vermelho, Verde e Amarelo. Ligados aos problemas comportamentais e baixo QI das crianças (eu devo ter comido muitos corantes na infância...).
  • Azul # 1 (Azul Brilhante). Existe um estudo que sugere a possibilidade de que o Azul #1 cause tumores nos rins dos ratos. Encontra-se: nos produtos de panificação, bebidas, sobremesas, doces, cereais, medicamentos e outros produtos.
  • Azul # 2 (Anil). Provoca uma incidência significativa de tumores, especialmente gliomas cerebrais em ratos machos. Encontra-se: em bebidas coloridas, doces, rações animais, outros alimentos e medicamento.
  • Vermelho # 2 (Vermelho 2G). É tóxico para os roedores em níveis modestos e causa tumores da bexiga e em outros órgãos. Presente nas cascas de laranjas das Florida.
  • Verde # 3 (Verde Rápido). Tem provocado um aumento significativo dos tumores da bexiga e dos testículos nos ratos machos. Presente: em medicamentos, produtos de higiene pessoal, cosméticos (excepto para a área dos olhos), doces, bebidas, sorvetes, gelados, batons.
  • Red # 3 (Eritrosina). Reconhecida em 1990 pela FDA como uma substância cancerígena nas tiróides dos animais, é proibida nos cosméticos e medicamentos para uso externo. Presente: medicamentos de via oral, cerejas maraschino, assados.
  • Vermelho # 40 (Vermelho Allura AC). Este é o corante mais amplamente utilizado. Pode acelerar o aparecimento de tumores do sistema imunitário dos ratos. É também causa de reacções de hipersensibilidade (alergias) nalguns consumidores e pode provocar hiperactividade nas crianças. Presente: nas bebidas, assados​​, sobremesas, doces, cereais, medicamentos e cosméticos.
  • Amarelo # 5 (Tartrazina). Provoca reacções de hipersensibilidade às vezes grave e pode causar hiperactividade e outros efeitos comportamentais nas crianças. Presente: nos alimentos para animais, vários produtos de panificação, bebidas, sobremesas, doces, cereais, gelatina de sobremesas e muitos outros alimentos, bem como produtos farmacêuticos e cosméticos.
  • Amarelo # 6 (Amarelo-Laranja S). Provoca tumores supra-renais nos animais e reacções graves de hipersensibilidade. Presente: nos assados, cereais, bebidas, sobremesas, doces, doces da geleia, salsichas, cosméticos e medicamentos.

As variantes: Azul # 1 e # 2Vermelho # 3 e # 40 Amarelo # 6 estão relacionadas aos problemas comportamentais e baixo QI nas crianças.

6. Aditivos Alimentares Indirectos
São substâncias não adicionadas directamente aos alimentos mas que mesmo assim acabam no produto final: embalagens de plástico, pesticidas, antibióticos, metais pesados ​​(incluindo o arsénico), hormonas sintéticas injectadas nos animais.

Lembro outro artigos dedicados ao problema da alimentação e as substâncias nocivas:
Alimentação: o plástico, o peixe, os nobres...
Alimentação: comida podre e saborosa
Alimentação: o wurstel
Alimentação: o kebab
Alimentação: a água
Alimentação: algumas coisas interessantes
Alimentação: O nosso veneno quotidiano
O Dactylopius não é para todos
Dieta e tumores: um estudo
Aspartame e câncer: as provas
McDonald's: a imortalidade do Happy Meal
Coca-Metilimidazol e Pepsi-4-MEI

fonte;
http://informacaoincorrecta.blogspot.com.br/2013/11/alimentacao-os-aditivos.html
Ipse dixit.

UM ESTRANHO FENÔMENO AVISTADO NA FINLÂNDIA

UM ESTRANHO FENÔMENO AVISTADO NA FINLÂNDIA

Parece uma cena de "Contatos Imediatos do Terceiro Grau", mas é real, uma vista de tirar o fôlego de um estranho fenômeno no céu que foram vistos em Levi Ski Resort, na Lapónia finlandesa. As fotos foram tiradas pelo fotógrafo Pauli Hänninen. 



Estava frio e nublado, a temperatura era de -10 graus Celsius, quando testemunhou as cores do arco-íris no céu, e um halo cobrindo 360 graus. As fotos dizem tudo.





Fonte: Nuevamentes

Supertufão mata 10 mil nas Filipinas

Supertufão mata 10 mil nas Filipinas. 

Sobreviventes andam como "zumbis" atrás de comida

Uma das tempestades mais fortes da história matou ao menos 10 mil pessoas na região central das Filipinas, afirmou uma autoridade policial neste domingo (10), depois que ondas enormes varreram aldeias costeiras e devastaram uma das principais cidades na região.


O supertufão Haiyan destruiu cerca de 70% a 80% das estruturas em seu caminho, ao atravessar a província de Leyte na sexta-feira, antes de perder força em direção ao oeste para o Vietnã, segundo o superintendente da polícia Elmer Soria.

Enquanto as equipes de resgate tentavam chegar às aldeias devastadas, ao longo da costa, onde o número de mortos é ainda desconhecido, sobreviventes saíam em busca de alimentos e de familiares.

"As pessoas estão andando como zumbis procurando por comida", disse Jenny Chu, um estudante de medicina em Leyte . "É como um filme."

Mulher procura mantimentos e roupas em casa destruída por tufão em Tacloban (Foto: Romeo Ranoco/Reuters)

A maioria das mortes parece ter sido causada pela água do mar, com ondas repletas de detritos que muitos diziam parecer um tsunami, derrubando casas e afogando centenas de pessoas em um dos piores desastres no país do Sudeste Asiático, propenso a tufões.

O governo e a agência de desastres não confirmaram a última estimativa de mortes, um aumento acentuado a partir de projeções iniciais no sábado de ao menos 1.200 vítimas fatais da tempestade cujos ventos atingiram 313 quilômetros por hora, com rajadas de até 378 quilômetros por hora.


"Tivemos uma reunião sábado à noite com o governador e outras autoridades. O governador disse que, com base em sua estimativa, 10 mil morreram", disse Soria à Reuters. "A devastação é tão grande."

Cerca de 300 pessoas morreram na província vizinha de Samar, onde o Haiyan atingiu o solo pela primeira vez na sexta-feira como um tufão de categoria 5, deixando 2 mil pessoas desaparecidas, disse um funcionário do governo.

Cerca de 480 mil pessoas ficaram desabrigadas e 4,5 milhões "afetadas" pelo tufão em 36 províncias, disseram autoridades. Agências humanitárias estão arrecadando alimentos, água, medicamentos e barracas para os desabrigados.
saiba mais

Agências de ajuda internacional disseram que as equipes de socorro nas Filipinas estão sobrecarregadas depois de um terremoto de magnitude 7,2 na província central de Bohol, no mês passado, e do deslocamento causado por um conflito com os rebeldes muçulmanos no sul da província de Zamboanga.

A Embaixada dos Estados Unidos disse que irá fornecer US$ 100 mil para apoio à saúde, água e saneamento. A Austrália afirmou que dará inicialmente us$ 358,9 mil em suprimentos.

O Programa Mundial de Alimentos informou que está enviando de avião 40 toneladas de biscoitos de alta energia, o suficiente para alimentar 120 mil pessoas por dia, bem como suprimentos de emergência e equipamentos de comunicações.
Sobreviventes usam um telhado de aço para levar mantimentos e suprimentos na cidade de Tacloban (Foto: Aaron Favila/AP)

Testemunhas e funcionários descreveram cenas caóticas na capital de Leyte, Tacloban, uma cidade costeira de 220 mil habitantes cerca de 580 quilômetros a sudeste de Manila, fortemente atingida, com centenas de corpos empilhados nas laterais das estradas e presos sob casas destruídas.

A cidade e as aldeias vizinhas, a cerca de um quilômetro da costa, foram inundadas, deixando corpos flutuantes e estradas interditadas com restos de árvores caídas, cabos de energia emaranhados e casas destruídas.

Muitos usuários da Internet pediram orações e ajuda para os sobreviventes na nação católica romana, em grande parte em sites de mídia social como o Twitter.

Fonte: http://g1.globo.com/

Leia mais: http://www.libertar.in/2013/11/supertufao-mata-10-mil-nas-filipinas.html#ixzz2kXQF5OGr

Vazamento de água radioativa, agora em uma usina nuclear dos EUA!

Vazamento de água radioativa, agora em uma usina nuclear dos EUA!

Foi detectado um vazamento radioativo ocorrido em um dos reatores da usina nuclear de Oconee, localizado na Carolina do Sul, EUA

O vazamento ocorreu "na Unidade 1 da planta e não representa qualquer perigo para os funcionários públicos ou da planta, disse Valerie Patterson, porta-voz da Duke Power, operadora da usina citado pela imprensa local. O vazamento foi menos de um galão por minuto, disse Patterson, embora ainda não se sabe quanto tempo o vazamento ocorreu.

Na segunda-feira o reator teve que ser interrompido "para a respectiva reparação", e até agora não á uma estimativa de quando ele irá trabalhar. "Estão em curso planos para começar uma análise mais detalhada e reparar a unidade", disse o porta-voz da Duke Power.

Fonte: http://rt.com/usa/south-carolina-nuclear-radioactive-leak-563/
Leia mais: http://www.libertar.in/2013/11/vazamento-de-agua-radioativa-agora-em.html#ixzz2kXU5OUDp

Médico japonês alerta: As crianças e adultos devem deixar Tóquio

Médico japonês alerta: As crianças e adultos devem deixar Tóquio


De acordo com o Dr Shigeru Mita da Mita Clinic de Tóquio, a saúde dos habitantes da capital piorou significativamente após o desastre na central nuclear em Fukushima.

Segundo ele, numa extensa entrevista ao portal “save-children-from-radiation.org“, o valor de referência de neutrófilos para crianças saudáveis ​​(6-12 anos) é entre 3000 e 5000. 3000 foi considerado como o valor limite. Mas a média de valores de neutrófilos das crianças que visitaram nossas clínicas desde o acidente diminuiu para 2500. O valor significativo deve, normalmente, ser de 4000, mas está em 2500, ou seja, menor do que o valor mínimo admissível. Acho que isso aponta para um problema sério”, disse o médico ao discutir as consequências da catástrofe central nuclear japonesa de Fukushima.

“No verão de 2011, foram registrados muitos casos de crianças com os olhos vermelhos, e muitas crianças com olheiras. Estamos registrando casos de sinusite acompanhada de asma. E quando essas crianças passam algum tempo na parte ocidental do Japão, melhoram”.

“Substâncias radioativas da central nuclear de Fukushima vieram para Tóquio, e enormes quantidades de resíduos contaminados são queimados, também aqui, não posso negar a possibilidade de que estamos inalando substâncias radioativas no ar.

Repito, após o acidente nuclear, uma enorme quantidade de material nuclear foi lançado no ambiente. Portanto, como estamos vendo um aumento em sintomas que são diferentes do que já vimos antes, os médicos devem considerar em primeiro lugar que se tratam de efeitos da radioatividade.

Se o valor for muito baixo, algumas crianças têm dificuldade em se recuperar para o nível médio de 4000, mesmo após a evacuação para o Ocidente. Portanto, meu conselho é: se você vir algumas mudanças anormais no valor numérico de neutrófilos, deve evacuar imediatamente para um lugar que não está contaminado. O valor de neutrófilos tem sido relativamente estável entre as crianças que evacuaram a um lugar limpo, mesmo por algumas semanas de cada vez. Mas a minha esperança real é fazer com que não só as crianças mas também os adultos se movam para longe de Tóquio.

Com os idosos, é preciso mais tempo para curar a asma, e a medicação parece não funcionar. Estamos vendo também, mais pacientes com doenças raras, como por exemplo a polimialgia reumática, que é uma doença que atinge aqueles acima de 50 anos, mas que atinge, no máximo, 1,7 pessoas em cada 100 mil habitantes, ou seja, antes tínhamos um ou até mesmo nenhum paciente por ano. Agora, aparecem mais de 10 pacientes ao mesmo tempo, advertiu Mita.

O que precisaríamos fazer, seria, selecionar um grupo de pessoas que tenham sido expostas à radiação, e um outro grupo cujas pessoas não foram expostas, em seguida, realizar os mesmos testes em todos. Mas nós nem sequer sabemos o quanto as pessoas em Tóquio foram expostas. Também significaria ter que trazer centenas de crianças saudáveis ​​e tomar amostras de sangue de cada uma. Isso é algo, que está simplesmente fora do alcance, ainda mais de um único médico. Em outras palavras, é impossível. Ainda assim, enquanto eu sei que algo estranho está claramente acontecendo, eu não posso ficar aqui sem fazer nada.
Fonte: Infowars Save Children From Radiation.org RT

Via: 
http://osbastidoresdoplaneta.wordpress.com/
Leia mais: http://www.libertar.in/2013/11/medico-japones-alerta-as-criancas-e.html#ixzz2kXOp7GXm

Coreia do Norte desenvolve arma EMP de origem russa

Coreia do Norte desenvolve arma EMP de origem russa

De acordo com a agência de inteligência da Coreia do Sul, a Coreia do Norte está usando tecnologia russa para desenvolver armas de pulso eletromagnético , que visam paralisar equipamentos eletrônicos militares ao sul da fronteira .O Serviço Nacional de Inteligência ( NIS) disse em um relatório ao Parlamento que o Norte tinha comprado pulso eletromagnético russo ( EMP ) um  armamento para desenvolver suas próprias versões.IHLS - Israel Homeland SecurityArmas EMP  são usadas para danificar equipamentos eletrônicos. Em níveis de energia mais elevados , um evento EMP pode causar danos mais generalizados , incluindo as estruturas de aeronaves e outros objetos .EMP pulsos são causados por partículas de radiação gerados durante detonações nucleares . Um pulso gerado por uma bomba de 1 megaton detonada em altitudes elevadas pode cobrir um país inteiro , totalmente paralisando todos os dispositivos - incluindo infrastruturas críticas - e efetivamente acabando com tudo. Sem eletricidade , sem comunicação, sem transporte , co commerce - um ataque EMP em alta altitude é nada menos que um desastre em grande escala.


Fonte: http://i-hls.com/2013/11/north-korea-develops-russian-based-emp-weapons/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=north-korea-develops-russian-based-emp-weapons

Nova cepa do HIV que está se espalhando na Sibéria e pode ameaçar o mundo.

Nova cepa do HIV que está se espalhando na Sibéria e pode ameaçar o mundo.

Na saúde pública, epidemiologistas poderiam ser melhor considerados como detetives microbianos. Eles têm a tarefa com a posição pouco invejável de ter que examinar um surto de determinar não só a causa, mas também as possíveis consequências se o culpado não é controlado. Ao mesmo tempo, as ferramentas eram limitadas aos arquivos médicos, mapas territoriais e os testemunhos das pessoas infectadas e tratar os doentes. Hoje, os epidemiologistas têm uma variedade de técnicas de laboratório - debiologia molecular para sistemas de informações geográficas - para caçar pistas e encontrar respostas antes que a situação cresce terrível.
  Mas, mesmo com os avanços modernos dia, às vezes a aparência de um patógeno pode pegar até mesmo os mais resistentes de epidemiologistas de surpresa.  Tal foi o caso da Síndrome Respiratória Aguda Grave coronavirus que é primo relacionado a Síndrome Respiratória Oriente Médio (MERS) coronavirus, bem como o H5N1 da gripe aviária e da H1N1pdm  a cepa que causou a recente pandemia. Quando estas infecções atingiram, o mundo foi colocado em alerta e autoridades de saúde pública trabalhado incansavelmente para encontrar respostas para evitar a perda de vidas.  
  Agora, uma nova estirpe de preocupação parece estar a emergir. Algumas semanas atrás, notícia saiu do Distrito Federal Siberiano que uma cepa inédita de  HIV só não tinha sido detectada, mas também estava se espalhando por várias regiões do território em um ritmo incrível. A estirpe, anotada como Circulação forma recombinante 02_AG / A (CRF02_AG / A).  Nas histórias, com base na informação fornecida pelo Dr. Natalya Gashnikova, chefe do Departamento de Retrovírus no Centro de Pesquisa de Biotecnologia do Estado - mais conhecido como vetor - o vírus se espalhou como rastilho de pólvora que compõem mais de 50% dos novos casos de HIV. O pior era o fato de que parecia ser a forma mais virulenta do vírus na Rússia.
Embora no Ocidente, a notícia deste surto pode parecer inimaginável , um olhar para trás na história da estirpe e onde ele pode ir no futuro sugere que mais atenção deve ser dada a este encontro isolado.
  Estendi a mão para  Drª. Gashnikova na esperança de ganhar mais alguns insights sobre a situação na Sibéria. Ela me mandou uma compilação de documentos que revelam o quão problemático  é o CRF02_AG / A  que pode ser e a necessidade de atenção mundial.
  A estirpe Siberiana evoluída a partir de uma estirpe conhecida de circulação do HIV-1, CRF02_AG, que tinha sido identificado pela primeira vez há cerca de 20 anos mais cedo, na África . Taxonomicamente falando,  o CRF02_AG é composto de uma mistura de dois subtipos específicos (clades aka) do HIV-1: A e G. Dentro de alguns anos de sua descoberta, ele havia se tornado a cepa predominante na África e se espalhou para América Central e do Sul , Ásia Central e Oriente Médio. Ele tinha outros do que os seus genéticos dois traços característicos: foi associado com um ser humano ligeiramente menor taxa de sobrevivência e pode ser tratado com drogas anti-retrovirais.
Mas de acordo com os papéis de Gashnikova, o problema com o novo CFR02_AG / A tem pouco a ver com essas características.  Com base na pesquisa que ela e seus colegas com o  Vetor ter realizado e publicado, esta nova estirpe é um vilão bastante misterioso que pode se espalhar em silêncio e se revelar até que seja tarde demais.
O laboratório identificou pela primeira vez CRF02_AG / A em 2009 , quando realizou a tarefa usual de seqüenciamento de um vírus de um paciente HIV. As circunstâncias eram bastante normais. O indivíduo, do sexo masculino, tinha adquirido o vírus em Novosibirsk através de contato heterossexual.  Quando as seqüências voltaram, no entanto, eles revelaram uma cepa completamente nova. Não acreditando que se tratava de um caso isolado, a equipe voltou no tempo e olhou para amostras de HIV previamente identificados.  Eles descobriram que metade dos novos casos na região estavam sendo causados ​​por CRF02_AG / A.
  Para a equipe da Vector, este fenômeno teve que ser melhor compreendido. Normalmente, as tensões emergentes do HIV começar pequenas e gradualmente espalhando.  Mas esta cepa tornou-se predominante rapidamente. Tinha que haver algo diferente sobre isso, talvez fosse mais virulento ou, inversamente, mais capaz de esconder a detecção. O que eles encontraram , no entanto, era ao mesmo tempo.
A fim de testar a virulência, a equipe analisou para a proteína p24 , a qual está associada com a progressão da doença por VIH no corpo. Eles cultivaram o vírus por 11 dias e, em seguida, olharam para a quantidade de p24 produzido. Eles descobriram que o dobro do nível de p24 no CRF02_AG / A estirpe em comparação com outras estirpes circulantes da região.  O vírus foi de fato mais virulento porque ela pode acelerar a progressão da doença e, potencialmente, o aparecimento da SIDA.  No entanto, quando ele veio para o efeito real desta rápida progressão no corpo, eles encontraram o efeito oposto. Quando as células foram infectadas com o CRF02_AG / A tensão, eles eram menos propensos a ser prejudicado e morrer.
O enigma de progressão mais rápida da doença, sem quaisquer sinais ou sintomas estava perturbando.  Se o que eles encontraram no laboratório estava correto, então o vírus teria sido capaz de espalhar sem aviso prévio e, como tal, poderia ser onipresente na região.  A equipe, então, procurou saber o quão difundida CRF02_AG / A foi na comunidade. Seus resultados confirmaram a sua preocupação.
  Eles examinaram amostras de três regiões distintas da Sibéria: Novosibirsk, perto de onde Vetor está localizado; Novokuznetsk, que está na dependẽcia federal nas proximidades de Kemerovo, e Chita, que fica na borda oriental da Sibéria e as fronteiras da China e Mongólia.  O CRF02_AG / A tensão estava presente em ambos Novosibirsk e Novokuznetsk, embora fosse dominante apenas no primeiro. Em contraste, não havia sinal do vírus na cidade de Chita; parecia ser livre de tensão.  Este resultado positivo foi um pouco ofuscada pelo fato de que em Novosibirsk, mais de 70% dos casos foram encontrados para ser positivo para esta estirpe.
  Com os dados de Novosibirsk na mão, a equipe tentou trabalhar para trás para identificar se havia um grupo de risco associado à propagação, como a atividade heterossexual, a atividade homossexual e uso de drogas injetáveis. O que veio de volta nos prontuários foi ainda mais problemático, não havia risco específico associado à infecção. O vírus tornou-se homogénea na população e, devido às suas propriedades físicas, se continuar a espalhar unsuspectingly de pessoa para pessoa.
Quanto à forma como este tipo de propagação poderia ter acontecido, havia poucas respostas. A única pista real foi o fato de que várias das amostras positivas para Novosibirsk CRF02_AG / A vinha do sistema penitenciário. Infelizmente, Novosibirsk tem uma das maiores densidades de prisão em todo o país para que nenhuma ligação pode ser feita com qualquer confiança. Se tivesse havido um link para um grupo específico, como profissionais do sexo e usuários de drogas injetáveis, as pessoas em Vector teria encontrado.
  Isso não aconteceu. Em essência, eles têm um super vírus que se espalha com nenhuma idéia quanto à sua fonte.
  Quanto ao futuro, Gashnikova aponta em seus papéis que há muito trabalho a ser feito tanto no molecular e os níveis sociológicos.  Haverá mais papéis e definitivamente mais atenção dos epidemiologistas.  Mas pode haver um limite de tempo antes que as voltas curiosos na catastrófica.
Embora pareça haver pouca indicação de que o vírus se espalhou para fora de Novosibirsk no momento no entanto, nos próximos meses, uma outra área da Rússia - Sochi - será a anfitriã do mundo para os Jogos Olímpicos de Inverno.  Se esta estirpe de alguma forma encontra o seu caminho através da distância  de 2.000 milhas entre estas duas cidades, então não poderia haver um aumento significativo não só no número de casos, mas a distribuição geral para todo o mundo.
  Se isso acontecer, os epidemiologistas voltarão a ser abordados com o fardo de não só acompanhar o CRF02_AG / A tensão, mas também encontrar formas para tentar pará-lo. Infelizmente, ao contrário de SARS, MERS, H5N1 e gripe pandémica, HIV vem se espalhando sem cessar por mais de trinta anos.  Como Gashnikova sugere nos seus artigos, este problema tem de ser estudado e parado o mais rapidamente possível. Caso contrário, as conseqüências podem ser muito inimagináveis.


Fonte: http://www.popsci.com/blog-network/under-microscope/startling-surge-siberian-hiv-strain

Temperatura da Terra pode aumentar 3,6° C se nada for feito, diz agência

Temperatura da Terra pode aumentar 3,6° C se nada for feito, diz agência

Agência Internacional de Energia divulgou relatório nesta terça-feira (12).
Emissões de gases-estufa devem aumentar em 20% até 2035 em cenário.


A temperatura global aumentará 3,6° C em longo prazo, a menos que os governos revisem seus objetivos para combater as mudanças climáticas, declarou nesta terça-feira (12) a Agência Internacional de Energia (AIE) em um relatório que coincide com a realização da cúpula da ONU sobre o clima, em Varsóvia.
No cenário traçado pela AIE, a agência de energia dos países desenvolvidos, as emissões de gases do efeito estufa relacionados com a energia, e que representam cerca de dois terços das emissões totais, aumentarão em 20% até 2035, se implementadas as metas atuais anunciadas pelos Estados.
"Este cenário leva em conta o impacto das medidas anunciadas pelos governos para melhorar a eficiência energética, apoiar as energias renováveis, reduzir os subsídios aos combustíveis fósseis e, em alguns casos, definir um preço para o CO2", explica a AIE em seu relatório anual apresentado em Londres.
A agência alerta que o aumento de 20% destas emissões "energéticas" (causadas principalmente pela queima de carvão e petróleo, mas também de gás) "colocará o planeta em um caminho coerente de um aumento médio da temperatura em longo prazo de 3,6° C, bem acima da meta de 2º em nível internacional".
16 bilhões de litros de petróleo ao dia
A agência também publicou nesta terça suas previsõeshttp://cdncache1-a.akamaihd.net/items/it/img/arrow-10x10.png
 para o consumo mundial de petróleo até 2035, quando serão consumidos cerca de 101 milhões de barris por dia (mbd), um aumento de cerca de 14 mbd em um quarto de século. Isso significaria um consumo de 16,1 bilhões de litros de petróleo por dia.
No que se refere ao carvão, o mais poluente, mas que continua a ser a principal fonte de energia dos dois países mais populosos (China e Índia), a AIE prevê um aumento no consumo de 17% até 2035 (dois terços desse aumento ocorreria antes de 2020).
A razão é que o carvão continua a ser mais barato do que o gás em muitas regiões do mundo e, portanto, "as opções políticas na China" sobre esta questão serão fundamentais, ressalta a IEA. Por sua vez, a produção de energia nuclear aumentará em dois terços, "impulsionada pela China, Coreia do Sul, Índia e Rússia".
Crescimento das renováveis
Apesar deste panorama desolador, a agência prevê um desenvolvimento significativo das energias renováveis, especialmente a energia elétrica, e prevê que em 2035 este tipo de energia será responsável por 30% do total consumido.
No relatório, a AIE cita quatro pistas para melhorar a "competitividade da energia", mas sem afetar negativamente o crescimento econômico: melhorar a eficiência energética, limitar usinas a carvão ineficientes, minimizar as emissões de metano de petróleo e gás e reformar os sistemas de subsídios às energia fóssil, o que em alguns países deprimem artificialmente os preços.
A publicação deste relatório coincide com a 19ª conferência climática da ONU em Varsóvia, onde 190 países discutem esta semana as bases para um grande acordo para limitar as emissões de gases do efeito estufa para que a temperatura não suba mais de 2° C, a ser assinado em Paris, em 2015.
À esquerda, exemplos de turbinas de energia eólica que funcionam em regiões da Alemanha; à direita, casas sustentáveis que são abastecidas com luz solar em bairro de Freiburg (Foto: Eduardo Carvalho/Globo Natureza)

Fonte: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2013/11/temperatura-da-terra-pode-aumentar-36-c-se-nada-feito-diz-agencia.html 

Geoengenharia pode transformar aquecimento global em seca global

Geoengenharia pode transformar aquecimento global em seca global

Uma abordagem tecnológica amplamente discutida para reduzir o aquecimento global também iria interferir com as chuvas e a neve em escala global.
Calcula-se que o aquecimento global causado por um aumento maciço nos gases de efeito estufa estimularia um aumento médio de cerca de 7% nas precipitações em relação às condições pré-industriais, o patamar contra o qual o aquecimento global é calculado.
Contudo, tentar resolver o problema do aquecimento através da geoengenharia poderá inverter a situação, resultando em uma redução entre 5 e 7% nas chuvas na maioria das regiões do mundo, também em comparação com as condições pré-industriais.
Globalmente, a média de precipitação poderia diminuir em cerca de 4,5%, chegando a 7% na América do Norte e no Sudeste Asiático.
"A geoengenharia do planeta não resolve o problema. Mesmo que uma dessas técnicas possa manter as temperaturas globais aproximadamente equilibradas, as precipitações não voltariam às condições pré-industriais," disse Simone Tilmes, principal autora do novo estudo.
O estudo internacional foi coordenado por cientistas do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica (NCAR) dos Estados Unidos, e chegou a conclusões parecidas com um trabalho feito por uma equipe europeia em 2012: 
Riscos da geoengenharia
Muitos cientistas têm defendido abordagens de geoengenharia para reduzir o aquecimento futuro, amparados na crescente preocupação com as mudanças climáticas.
Algumas dessas técnicas pretendem capturar o dióxido de carbono antes que ele entre na atmosfera.
Outras almejam essencialmente fazer sombra na atmosfera injetando partículas de sulfato na estratosfera ou colocando gigantescos espelhos em órbita da Terra com o objetivo de reduzir a incidência dos raios solares.
O novo estudo concentrou-se no segundo conjunto de abordagens, aquelas que pretendem "proteger o planeta do calor do Sol".
Os autores advertem, porém, que o clima da Terra não iria retornar ao seu estado pré-industrial mesmo se o próprio aquecimento fosse atenuado conforme os defensores dessas técnicas alegam.
"É muito mais um tipo de 'engula seu próprio veneno'," disse John Fasullo, coautor do trabalho. "Se você não gosta do aquecimento, você pode reduzir a quantidade de luz solar que atinge a superfície [da Terra] e esfriar o clima. Mas, se você fizer isso, grandes reduções nas chuvas são inevitáveis. Não há nenhuma opção do tipo ganha-ganha aqui."

"Mais pesquisas poderão mostrar tanto as consequências positivas quanto as negativas para a sociedade de tais mudanças no ambiente," acrescentou Tilmes. "O que sabemos é que o nosso sistema climático é muito complexo, que a atividade humana está tornando a Terra mais quente e que qualquer solução tecnológica que possamos tentar para sombrear o planeta poderia ter consequências imprevisíveis."

Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=geoengenharia-transformar-aquecimento-global-seca-global&id=010125131112

domingo, 10 de novembro de 2013

Satélite europeu GOCE pode cair no Brasil na noite para 11 de novembro

Satélite europeu GOCE pode cair no Brasil na noite para 11 de novembro

Foto: EPA

O satélite europeu GOCE (Gravity field and steady-state Ocean Circulation Explorer), destinado a pesquisar o campo gravitacional da Terra, pode entrar nas camadas densas da atmosfera na noite para 11 de novembro, comunica o Comando Estratégico dos EUA.
De acordo com a previsão, o satélite entrará na atmosfera em 10 de novembro, às 23h02 GMT (às 03h02 na hora de Moscou). A exatidão desta previsão é bastante relativa podendo oscilar entre 16 horas para mais e 16 para menos. Se o satélite entrar na atmosfera na hora prevista, o ponto de sua entrada está localizado precisamente sobre o território do Brasil.

O satélite GOCE, pesando 1,1 toneladas, foi lançado em março de 2009 da base espacial russa de Plesetsk pelo foguete russo Rokot. Motores eletro-reativos lhe permitiam descer e subir em órbita, para assegurar maior exatidão nas medições, sem o deixar cair.
No dia 21 de outubro, porém, o satélite começou progressivamente a descer devido ao esgotamento da reserva de xenônio, necessário a sua propulsão. Característica única deste descida consiste no fato do computador de bordo e dos aparelhos, em vez de se desligar, terem continuado transmitindo para a Terra dados telemétricos em tempo real.
 
fonte;http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_11_10/Sat-lite-europeu-GOCE-pode-cair-no-Brasil-na-noite-para-11-de-novembro-7595/

O escândalo de espionagem já chegou a Seul

O escândalo de espionagem já chegou a Seul

Foto: EPA
O escândalo em torno da espionagem americana chegou a Seul. De acordo com as informações da mídia estrangeira, é possível que a Agência de Segurança Nacional tivesse vigiado também os principais políticos de Seul. As autoridades da Coreia do Sul aguardam que Washington apresente explicações e desculpas.
Os peritos constatam que a presença dos serviços secretos americanos na Coreia do Sul e a sua atividade intensa neste país não constituem segredo para quem quer que seja. O país vive no estado de “em pé de guerra” por causa do conflito com o seu vizinho do norte. Todavia, a mídia coreana informa que as autoridades do país sabiam que a CIA e o serviço de inteligência militar trabalhavam no seu território. Ambas as estruturas espionavam contra a Coreia do Norte e participavam os segredos obtidos a Seul. Mas a atividade da Agência de Segurança Nacional resultou uma surpresa, pois o objeto da sua monitoração eram políticos influentes da Coreia do Sul, incluindo o presidente.
O mais provável é que os novos desmascaramentos façam subir ainda mais o grau de antipatia em relação aos americanos mas não resultem em nenhum passo concreto. É que as maiores economias da Ásia, - o Japão, a China e a Coreia do Sul, - dependem demais dos EUA – do mercado americano, da transferência de tecnologias americanas, etc. É possível que o grau da dependência política seja ainda mais alto, opina o politólogo Oleg Matveichev, professor da Escola Superior de Economia
“A América é o garante da segurança do Japão e da Coreia do Sul contra a Coreia do Norte e a China, potências comunistas poderosas e agressivas. Por isso, a Coreia do Sul não irá além de alguns gestos de descontentamento. Os seus líderes devem preservar a face perante o povo, devem fazer a declaração ritual, tipo “estamos descontentes, somos um país soberano”.
Aliás, o escândalo em torno da espionagem vai impressionar um cidadão sul-coreano muito menos do que um europeu. Gueorgui Toloraya, diretor e Programas de Estudo da Coreia do Instituto de Economia junto da Academia das Ciências Russa, aponta que na cultura confuciana do Extremo Oriente, o conceito de “privacidade”, isto é, inviolabilidade da vida particular, está muito menos desenvolvido do que na Europa. Por isso, o desmascaramento da espionagem não irá suscitar uma reação tão forte. Na Ásia, os escândalos irão extinguir-se muito mais rapidamente do que no Velho Mundo, diz Gueorgui Toloraya
“Se um sul-coreano simples souber que os americanos têm interceptado as conversas dele e das personalidades políticas do seu país, vai dizer, - que fazer, são aliados! Não acredito que isso provoque um furacão político, como no Brasil ou na Europa. O mais provável é que tudo se limite a certas declarações habituais e é pouco provável que isso venha a minar as relações de aliança”.
Basta recordar que a própria Coreia do Sul surgiu em resultado do acordo americano-soviético de 1945 sobre a divisão das esferas de influência na península coreana. As disposições geopolíticas, em resultado das quais o Japão e a Coreia do Sul ficaram na “órbita” dos EUA formaram-se durante mais do meio-século e, para destruí-las, um só Snowden evidentemente não basta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...